You are currently viewing Os melhores canais digitais para encontrar clientes

Os melhores canais digitais para encontrar clientes

Conhecer os melhores canais de aquisição de clientes pode ser crucial para o crescimento do seu negócio.

Se você é do tipo que busca aumentar seus clientes e vender mais, mas não sabe ao certo se está seguindo o melhor caminho pra alcançar esse objetivo, então, está você está no post certo!


Antes de contar como você conseguirá isso, uma tapinha amigo na cara: Não adianta marcar presença apenas no Instagram e achar que vai arrebentar de vender ou lotar sua agenda de clientes.

Atrair clientes é essencial para qualquer negócio. E claro, os meios digitais podem te ajudar muito, mas não é só no Instagram. Postar todo dia, fazer stories e reels todo dia, pode até te ajudar a trazer seguidores, mas se esses seguidores se tornarão clientes reais é outra história! Além de ser um processo cansativo, também pode levar muito tempo.

Adquirir clientes é um processo

Entenda que adquirir clientes é um processo, e que está relacionado diretamente com o funil de vendas, que já falamos aqui. Com isso, é bom lembrar que nem todo mundo que conhecer sua marca ou produto vai se tornar cliente. Eles podem, ou não, passar pelo seu funil e se tornar clientes. E quanto maior for a boca desse funil, com pessoas qualificadas (ou seja, não é qualquer pessoa, e sim aquelas que fazem parte do perfil consumidor do seu produto /serviço) conhecendo seu produto e serviço, maior a chance delas virarem clientes.

E hoje viemos trazer para você os principais canais que você pode usar para adquirir clientes, ou seja, pessoas que vão conhecer sua marca e seu produto. Se você estiver fazendo um bom trabalho ao longo do seu funil de vendas, as chances dessas pessoas se tornarem clientes são bem altas.  

Os Principais Canais Digitais para Captar Clientes

Invista neste canal para apresentar sua marca para o mercado, gerar reconhecimento de marca, ganhar autoridade. Busque por blogs referências no seu nicho, do qual o conteúdo é relevante para o seu público-alvo. Você pode fazer publicidade paga no portal (banner), um post pago, ou um guest post (ser convidado a escrever no blog).

Você pode ter contato com jornalistas e relações públicas para colocar a sua história, um case, a sua trajetória para conquistar um marco importante, algo emocionante e convincente numa matéria. Existem sites, como o Dino, que compartilha notícias corporativas em meios digitais, te ajudando a ganhar autoridade e relevância.

São os anúncios que vemos no Instagram, Facebook, Youtube… eles precisam cativar a atenção do usuário e levá-lo a tomar alguma ação, como por exemplo, baixar um material, ir para o site ou comprar. Mas lembre-se que nesse canal, o usuário está principalmente se entretendo, e não buscando adquirir algo. Por isso é mais fácil quando utilizado como início do funil, e que depois seu conteúdo o leve a se tornar cliente.

SEO são técnicas de otimização de conteúdo para que o conteúdo do seu Site e Blog sejam “lidos” pelos mecanismos de buscas (Google!) e seu conteúdo possa aparecer nas primeiras posições de busca. Além disso, ter um site e um blog te dá mais relevância, autoridade e confiabilidade. Você pode trabalhar bem seu conteúdo dentro do blog.

Engana-se quem acha que o e-mail morreu. Ele ainda é uma das melhores ferramentas de conversão (vendas!), mas precisa estar atrelado a um bom marketing de conteúdo. Ou seja, se usado com estratégia, moderação e um bom conteúdo, pode se tornar seu principal canal de vendas e de pós-venda também! Existem plataformas com planos iniciais gratuitos, como MailChimp e Sendinblue, entre outras, que para empresas em fase inicial são boas opções.

Quando você resolve alguma dor específica do seu cliente, através de um material rico e informativo, que pode ser uma aula, um e-book, um manual, etc… Mas atente-se: essa prática deve ser um condutor da venda, ou seja: atrele ao seu e-mail marketing, solicitando o e-mail para a aquisição do material, ou use esse público para direcionar campanhas específicas, com um remarketing. A ação isolada não dará resultados.

Encontre empresas ou pessoas que sejam do mesmo nicho ou correlacionado, mas que tenham o mesmo público-alvo que o seu para fazer parcerias. Aqui você pode fazer desde Lives e webinars, até conferências ou materiais que o seu parceiro divulgue e/ou te indique, como tutoriais ou “amostras” do seu produto / serviço.

O mundo digital tornou possível a realização de várias comunidades em ambientes virtuais: grupos de pessoas “reunidas” por causa de uma mesma temática. Sejam grupos no LinkedIn, Facebook, Telegram, WhatsApp, você pode participar de várias comunidades de assuntos relacionados os seu nicho, ou que tenham seu público-alvo. E o segredo aqui para conseguir clientes é ser ativo de forma genuína, sem ter o interesse primordial na venda, e sim em ajudar os demais. E conforme você for tomando força e criando relacionamento com os membros, aí sim você pode passar a falar mais sobre seus serviços e produtos. Depois é até possível criar a sua própria comunidade, da qual seus membros viram promotores da sua marca.

Percebeu que não falamos das postagens orgânicas das redes sociais? Elas são importantes sim, mas o resultado orgânico é lento e de pouco controle – afinal, as vezes você flopa sem a menor explicação ou até viraliza em algo que mal deu atenção para fazer. É essencial estar nas redes sociais, movimentá-las, atualizá-las, mas não acredite que é só de lá que vem os clientes. Muitas vezes elas são um apoio, um canal para o possível cliente te conhecer melhor, começar a interagir com você depois que te conheceu por alguma outra fonte. Por isso, nós não recomendamos que você fique só no orgânico se quiser faturar de verdade com os meios digitais. 

 

Além do digital, que hoje é um grande alavancador de negócios, não se esqueça que no offline também existem oportunidades. Feiras relacionadas à sua atividade, conferências, congressos e palestras também são canais para adquirir clientes. Lembre-se de mencionar, delicadamente em algum momento, o tipo de serviço ou produto que você vende e direcionar a sua audiência para algum canal que consiga mais informações, como o seu site, e depois conduzi-lo para o seu funil de vendas. 

 

Preparada para colocar em prática esses canais e usar a força do digital a favor do seu negócio? Precisando de ajuda, estamos a um clique de você!

Clica alí no WhatsApp!